02/04/2017

Desrespeito e Porfias

Por Israel C. S. Rocha

Se não há respeito,
não há amor.
E se não há amor,
não há Cristo em nós!

Quantas discussões teológicas acaloradas e inócuas vemos por aí. Glória a Cristo e salvação é o que menos importa, mas sim a demonstração farisaica de mais conhecimento bíblico e eloquência. Não há amor pelo alma interlocutora mas sim o ego de provar que estar certo e o outro errado. Sem amor, as discussões se pervertem em troca de farpas e ódio incompatível com Cristo. O que degrada por generalização a todos os cristãos como se todos fossem assim.

Porfia é discussão, briga, insistência. A porfia é uma briga que acontece quando as pessoas são teimosas e insistem em ganhar a discussão, não dando o braço a torcer. A discussão se torna feia e as pessoas dizem coisas que não deviam. Em outros contextos, porfia significa perseverança, lutar para atingir um objetivo.
(Resposta Bíblicas)

Há se pregar Cristo, Jesus crucificado pelos pecados e ressurreto para Sua Glória. Timóteo nos admoesta a não entrar em porfias:

E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas. E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, E tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos. (2 Timóteo 2:23-26)

Ore pelas vidas perdidas e instrua com mansidão sem contendas, sem porfias, Jesus só fora áspero e enérgico com os fariseus, para as almas perdidas demonstrava ternura, compaixão e poder do Alto. Sejamos como Cristo em nosso falar, em nosso agir e no nosso instruir. Paz seja com todos! Maranata!

25/03/2017

A Árvore do Bem de do Mal e os 10 Mandamentos

Por Israel C. S. Rocha

Há um paralelo entre a Árvore do Bem e do Mal e os 10 Mandamentos. Com a Palavra, o Verbo, Deus criou todo o Universo e a Luz, plantas e animais. Mas para criar o homem Deus tomou o barro e conformou a sua Imagem e semelhança assoprando o fôlego de vida em suas narinas. Não poderia Deus ter feito o homem apenas proferindo palavra? Sim mas o fez para sermos Sua imagem e semelhança, a imagem e semelhança do Verbo que se fez carne, Jesus Cristo.

No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz; e houve luz. (Gênesis 1:1-3)
E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. (Gênesis 1:27)

Fomos feitos perfeitos e colocados no Éden para gozarmos de vida farta e cheia da glória de Deus. Só havia uma restrição: não tomar do fruto de uma única árvore específica: a Árvore da Ciência do Bem e do Mal.

E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás. (Gênesis 2:16,17)

Adão pecou induzido por Eva que foi enganada pela Serpente e então conhecemos o Mal e todas as maldições que ele carrega consigo. Todas as dores, sofrimento, lágrimas, desespero, pranto, morte, tragédias, fome, pedofilia, tsunamis, pragas, doenças, câncer, Ebola, terremotos, perseguição, ganância, violência, tortura, choro e ranger de dentes...

Observe que a narrativa bíblica diz que a árvore e seu fruto eram agradáveis aos olhos.

E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. (Gênesis 3:6)

O pecado atiça nossos sentidos, provoca nossa cobiça e tem aparência agradável, mas quando comemos o fruto do pecado sentimos seu gosto amargo e experimentamos, consequências amargas.

Mas alguns poderiam dizer que não incorreriam no erro de Adão e jamais desobedeceriam a Deus... o que é um grande equívoco.

No Éden havia uma única Lei: não comer do fruto proibido por Deus. Hoje a Lei é: "Amar a Deus acima de todas coisas e ao próximo como a si mesmo". Mas acaso cumprimos esta Lei? Acaso dedicamos o melhor do nosso tempo e amor a Deus? Acaso cuidamos do próximo como a nós mesmos? Damos de comer a quem precisa como nos alimentamos diariamente? Acaso por vezes não mentimos, não traímos a confiança de quem nos cerca? Somos todos Adão no que tange a pecar. Somos tão pecadores quanto ele, tão devassos, corruptos, mentirosos, desobedientes e merecedores da Ira de Deus.

Somos coroa da criação de Deus, mas também os responsáveis por toda a sorte de males que o pecado trouxe ao mundo. Pecamos solidariamente a Adão no Éden. Pecamos diariamente e a pior tragédia é o pecado pois ele traz toda sorte de males consigo.

Somos todos pecadores, uns remidos pelo sangue do Cordeiro outros que ainda não foram e outros que nunca serão.

A nossa Árvore do Bem do Mal é a única Lei que Jesus deixou e que mentimos ao dizer que seguimos, mentimos ao dizer que amamos a Deus acima do Facebook, do WhatsApp, do Hello, do videogame, da televisão, da fofoca, da fornicação, da pornografia, da prostituição, da mentira... mentimos, pecamos, desobedecemos a Deus como Adão no Éden.

Mas o Sangue de Cristo purifica ao que crê de todo o pecado. Não por merecimento, mas por misericórdia de Cristo, por Cristo e para Cristo. Para glória do Nome do Senhor Jesus. O Éden é a lembrança da tragédia do pecado e de todas as desgraças subjacentes mas também é a lembrança de que temos uma Árvore cujo fruto jamais deve ser comido: o mortal fruto do pecado.

Que Jesus abençoe nossas vidas e nos leve ao arrependimento, ao conserto e a uma vida santificada e livre para não mais pecar pois perto está Sua vinda e só os Santos herdarão

15/02/2017

Asafe e a Falência Moral do Brasil

Por Israel C. S. Rocha

Em tempos de falência moral como a que vivemos, é normal chegarmos ao dilema de sermos ou não honestos. A impunidade fomenta isto. Afinal apenas uma fração do que é saqueado da nação é pega - quando é - e o meliante passará poucos anos na cadeia, sendo solto pelos melhores advogados, que o dinheiro pode pagar, para gozar muitos anos de vida farta e próspera.

O ímpio tem vida folgada enquanto o justo padece. O trabalhador dedica toda sua vida ao trabalho e quando idoso aposentar-se-á com uma quantia que mal dará para seus remédios quanto mais para pagar um plano de saúde. Será obrigado a morrer nas filas do SUS enquanto o ímpio será curado no Sírio Libanês. O crime compensa no Brasil!

Como ser honestos num país onde a própria população saqueia se aproveitando da greve policial? Quando corruptos políticos e mercadores da fé são admirados e endeusados?

Asafe enfrentou esse dilema. Nada há de novo embaixo do céus, tudo se repete ciclicamente só com uma aparência diferente mas igual em essência. Asafe também se indignou com a prosperidade do ímpio e com a vida de sofrimento do justo. O justo é oprimido por prósperos, fartos e ímpios opressores:

Salmo de Asafe

Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração.
Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos.
Pois eu tinha inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios.
Porque não há apertos na sua morte, mas firme está a sua força.
Não se acham em trabalhos como outros homens, nem são afligidos como outros homens.
Por isso a soberba os cerca como um colar; vestem-se de violência como de adorno.
Os olhos deles estão inchados de gordura; eles têm mais do que o coração podia desejar.
São corrompidos e tratam maliciosamente de opressão; falam arrogantemente.
Põem as suas bocas contra os céus, e as suas línguas andam pela terra.
Por isso o povo dele volta aqui, e águas de copo cheio se lhes espremem.
E eles dizem: Como o sabe Deus? Há conhecimento no Altíssimo?
Eis que estes são ímpios, e prosperam no mundo; aumentam em riquezas.
Na verdade que em vão tenho purificado o meu coração; e lavei as minhas mãos na inocência.
Pois todo o dia tenho sido afligido, e castigado cada manhã.
Se eu dissesse: Falarei assim; eis que ofenderia a geração de teus filhos.
Quando pensava em entender isto, foi para mim muito doloroso;
Até que entrei no santuário de Deus; então entendi eu o fim deles.
Certamente tu os puseste em lugares escorregadios; tu os lanças em destruição.
Como caem na desolação, quase num momento! Ficam totalmente consumidos de terrores.
Como um sonho, quando se acorda, assim, ó Senhor, quando acordares, desprezarás a aparência deles.
Assim o meu coração se azedou, e sinto picadas nos meus rins.
Assim me embruteci, e nada sabia; fiquei como um animal perante ti.
Todavia estou de contínuo contigo; tu me sustentaste pela minha mão direita.
Guiar-me-ás com o teu conselho, e depois me receberás na glória.
Quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti.
A minha carne e o meu coração desfalecem; mas Deus é a fortaleza do meu coração, e a minha porção para sempre.
Pois eis que os que se alongam de ti, perecerão; tu tens destruído todos aqueles que se desviam de ti.
Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no Senhor DEUS, para anunciar todas as tuas obras.
(Salmos 73)

Jesus sofreu! Os apóstolos sofreram! Como discípulos precisamos estar prontos também para sofrer com a esperança de que nosso galardão não é aqui! Não somos deste mundo, os manjares deste mundo não são para os justos mas para os ímpios. Nosso lar é o Céu - a nova Jerusalém celestial onde os justos terão justiça, paz e descanso.

Asafe viu o fim do ímpio e o fim do justo e se aquietou. A justiça de Deus é implacável. E dará a todos o que merecem por seus atos e quão horrendo é cair nas mãos do Deus vivo. Quem o poderá livrar?

A justiça vem! O grande juízo de Deus sobre todas as criaturas. Então vereis a diferença entre o justo e ímpio, entre aquele que serve a Deus e o que O despreza.

Não abdique de sua honestidade. Não abra não de seu caráter mesmo que esteja cercado de corruptos. Mesmo que seja o único a fazer o certo e seja zombado por isto. Não se venda! Não se corrompa! Seja fiel a Deus e a seus princípios. Todos serão pesados na balança e muitos se acharão em falta! Sede santos pois o Senhor é santo, sede justos por que a ele Deus fará justiça!

Jesus Cristo breve vem, suportai as aflições na esperança de Sua vinda e na certeza da vida Eterna. Maranata!

17/01/2017

Cristofobia: mais de 900 MIL cristãos mortos por sua fé na última década

Por Jarbas Aragão. Portal Gospel Prime.

Levantamento de Instituto norte-americano mostra números alarmantes: mais de 900 mil cristãos foram martirizados nos últimos 10 anos, afirmou o Instituto de pesquisa do Seminário Teológico Gordon-Conwell, em Massachusetts, Estados Unidos. O Centro para o Estudo do Cristianismo Global divulgou recentemente seu relatório anual sobre a perseguição aos cristãos, onde constata que cerca de 90 mil cristãos morreram pela fé no último ano. Os números são iguais aos que já haviam revelado o proeminente sociólogo italiano Massimo Introvigne durante uma entrevista à Rádio Vaticano em dezembro.

Um cristão é morto
a cada seis minutos.

A média, um cristão morto a cada seis minutos, recebeu muita atenção da mídia em meio a uma verdadeira batalha midiática para minimizar a atuação de grupos terrorista como o Estado Islâmico. Os últimos atentados, embora reivindicados pelo grupo, sempre eram atribuídos a um “lobo solitário”.

Na divulgação oficial do Centro para o Estudo do Cristianismo Global, destaca-se a estimativa que a média de 90.000 mártires cristãos por ano foi uma constante entre 2005 e 2015.

Na última semana, várias organizações de notícias informaram sobre a perseguição de cristãos em todo o mundo e citaram nossa estimativa de 90 mil mártires cristãos em 2016 - afirmou a organização ao The Christian Post.

Ainda segundo o Instituto, apenas 30% desses foram mortos diretamente por ataques terroristas. Os demais 70% pereceram em conflitos tribais que envolviam questões étnicas e políticas. Esse é o motivo pelo qual organizações como a Missão Portas Abertas divulgam números bem menos alarmantes e a Organização das Nações Unidas se recusa a reconhecer que há um genocídio em andamento.

Os pesquisadores do Gordon-Conwell explicam que usaram o termo mártir para se referir a cristãos que morreram por causa de seu testemunho ou que foram vítimas "como resultado da hostilidade dirigida" a questões religiosas. Acrescentam que essa definição de “hostilidade” refere-se a "uma variedade de formas, incluindo guerras, conflitos, assassinatos aleatórios e genocídios, e inclui atos de indivíduos ou de grupos (como governos)".

Crescimento das mortes em 2017

A perseguição aos cristãos continuará crescendo em 2017, particularmente em países islâmicos onde geralmente ocorre tanto por parte do governo quanto de grupos extremistas. É o que apontam os novos relatórios do Release International e Portas Abertas, organizações que apoiam os cristãos perseguidos no mundo.

Publicados nas últimas semanas, esses levantamentos, apesar de usar metodologias diferentes do Centro para o Estudo do Cristianismo Global, mostram uma tendência de crescimento nas mortes motivadas por religião nos últimos anos. Todos concordam que os cristãos são o grupo religioso mais perseguido em todo o mundo.

Os países que mais restringem o cristianismo são:

  • Coréia do Norte
  • Somália
  • Afeganistão
  • Paquistão
  • Sudão
  • Síria
  • Iraque
  • Irã
  • Iêmen
  • Eritreia
  • Líbia
  • Nigéria
  • Maldivas
  • Arábia Saudita
  • Índia
  • Uzbequistão
  • Vietnã
  • Quênia
  • Turcomenistão
  • Catar e Egito

13/01/2017

O Anticristo Revelado

O WLC (do inglês World Last Chance) apresenta neste vídeo uma teoria sólida e possivelmente alinhadas às Escrituras sobre a identidade do Anticristo que já está entre nós há algum tempo. Cabe a cada um analisar e reter o que convém à luz das profecias bíblicas pois, tal como ensinou Yehoshua Hamashiach:

(...) nada há de oculto que não venha a ser revelado, e nada em segredo que não seja trazido à luz do dia. (Marcos 4:22)

Que o Espírito nos ensine a discernir a verdade da desinformação.

Assista ao vídeo: